SOBRE O BLOGUEIRO

Sou um Beatlemaniaco. Tudo começa assim... Fiquei reprovado duas vezes no Mobral, mas nunca desisti. Hoje, sou doutor em Parapsicologia formado na mesma turma do Padre Quevedo; sou antropólogo e sociólogo formado, com honra, em cursos por correspondência pelo Instituto Universal Brasileiro. Em minha vasta carreira acadêmica também frequentei até o nono ano de Medicina Cibernética, Letras Explosivas, Química da Pesada, Direito Irregularmente torto e assisti a quase todas as aulas do Telecurso 2000 repetidas vezes até desistir de vez. Minha maior descoberta foi uma fábrica secreta de cogumelos venenosos comestíveis no meio da Amazônia Boreal. Já tive duas bandas de Rock que nunca tocaram uma música se quer. Comi duas vezes, quando criança, caspas gigantes da China pensando que era merda amarela. Depois de tudo isso, tornei-me blogueiro. Se eu posso, você pode também. Sou um homem de muita opinião e isso desagrada muita gente. Os temas postados aqui objetivam enfurecer um bom número de cidadãos.

- [Portal da Língua Inglesa] -

Facebook Badge

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

CINEMA 2010: CINCO DICAS DE FILMES PARA VOCÊ CURTIR.




Sou amante de cinema e séries de TV e hoje encontrei um blog muito bom que traz algumas dicas e resenhas de filmes. Resolvi postar alguns aqui mesmo sem pedir autorização ao seu proprietário.

Vou postar aqui os cinco melhores na opinião dele, mas na postagem original, são 15. Vai ser do quinto ao primeiro com os trailers. Vamos lá?

"A arte é algo “imedível”, não dá pra dizer quem é melhor: Van Gogh ou Picasso. Não é apenas uma questão de estética, envolve técnica, contexto, a mensagem que o pintor quis que as pessoas lessem em sua obra. Com o cinema não é diferente, principalmente quando elevamos a técnica a uma potência muito maior, pois temos aí diversas ramificações tais como fotografia, som, efeitos visuais…

De qualquer forma, podemos sempre dizer quais são os nossos favoritos, de forma descompromissada. Dizer quais ‘achamos’ melhores. E aqui vai a minha lista de 5 melhores filmes lançados ao mundo em 2010. Infelizmente não tive a oportunidade ainda de conferir obras como Abutres, Beautiful e Tropa de Elite 2, de tal forma que as deixarei fora da listagem. Bom, eu não vi todos os filmes de 2010 – seria humanamente impossível – então, se você viu algum e quer recomendar, fique a vontade!

Clicando no título de cada filme você será redirecionado ao trailer, no YouTube."




Adaptado do blog.



Matías Bize, Chile


Após dez anos vivendo fora, Andrés retorna ao seu país e vai a festa de aniversário de um amigo. No início do filme já temos os velhos colegas reunidos, dando risadas e comentando os acontecimentos que marcaram suas juventudes. Durante o filme acompanhamos Andrés durante sua despedida. De cômodo a cômodo da casa, pessoa a pessoa e objetos a objetos, imergimos junto com o personagem em um mundo de lembranças, boas e amargas. Ao passo que uma trilha sonora melancólica se desenrola no filme, seguimos Andrés a nado dentro de seu aquário. O filme de Matías Bize é sensível e emocionante, a simplicidade atinge o realismo e engloba a grande parcela dos espectadores, sendo assim um filme no qual encontramos muito em comum com nossas próprias vidas. Lindíssimo!




Martin Scorsese, EUA


Um filme que sem dúvidas tem corpo para assumir posição ao lado das grandes obras do diretor, tais como Taxi Driver (1976) e Os Bons Companheiros (1990). Teddy Daniels é um agente federal enviado a uma instituição psiquiátrica isolada numa ilha para resolver o mistério de uma paciente desaparecida. Porém os demais funcionários da instituição parecem não querer cooperar com o detetive, escondendo certos detalhes que instigam o federal a ir mais fundo em sua investigação. Somos convidados por Scorsese a juntar as peças do insano quebra-cabeças junto com Teddy. Apesar de ser um filme ligeiramente previsível, estamos sempre a nos surpreender com os movimentos de câmera bruscos, passando de um plano simples para outro revelador. Um filme com grande força dramática, direção maravilhosa e fantástica direção de arte! Curiosidade: Assim como em A Origem, o personagem interpretado por Leonardo di Caprio se encontra numa posição complicada em relação a falecida ex-esposa.




3º – Cópia Fiel
Abbas Kiarostami, França/Irã/Itália

Toda a força da atriz Juliette Binoche (premiada em Cannes, esse ano) equiparada a linguagem impulsiva, repleta de diálogos ricos de Kiarostami fazem de Cópia Fiel (Copie Conforme) um dos melhores filmes de 2010. Um filósofo e uma vendedora de arte se encontram de maneira descarada – convencional de Kiarostami – e passam a dialogar sobre o valor de uma cópia em relação a original obra de arte sob o céu da apaixonante Itália que abriga todos os museus e pontos necessários para o desenvolvimento da trama. Aos poucos, sob influência das personagens secundárias no filme, ambos passam a simular uma convivência de marido e mulher, um casal que já se conhece há tempos, que se casou em determinada e igreja e passou a lua de mel em determinado hotel. Toda uma história de vida anterior é arquitetada na mente dos personagens. O que é real e o que é falso? Qual o valor do falso em relação ao real? Tudo ou apenas meras formalidades? Uma obra genial, um grande presente do aclamado diretor iraniano.




2º – Saída Pela Loja de Presentes
Banksy, Reino Unido/EUA

Banksy não é um cineasta prestigiado e nunca fez um filme além desse documentário (o único na lista de top 15). Banksy é um dos mais influentes e procurados artistas de rua do mundo. Ele faz de Exit Through the Gift Shop um filme que é exatamente o que trata. Thierry Guetta não é profissional, é um amador e um amante. Amante da arte de filmar. Com sua câmera, ao longo de oito anos, gravou o surgimento de novos conceitos na arte de rua. Acompanhou os passos noturnos e clandestinos de artistas hoje mundialmente reconhecidos, como Space Invader, Shepard Fairey (responsável pela OBEY) e o próprio Banksy. Em diversas situações, Thierry se vê obrigado a ajudar os artistas em seus trabalhos e então, num momento repentino, larga a câmera de lado e assume a posição de artista de rua. Banksy faz um documentário da trajetória do amigo, utilizando imagens próprias e do arquivo de Thierry. Como um lojista francês de Los Angeles se transformou em uma febre de forma instantânea ao recriar obras da pop-art e dos artistas que acompanhou durante oito anos pelas ruas é jogado no documentário de forma imprevisível de divertida. O próprio Banksy não assume posição sobre a veracidade artística do colega, deixa em aberto para decidirmos o que achamos. A sequência dos acontecimentos, o relacionamento entre as personagens e a dualidade das impressões (agradáveis e desagradáveis) em relação a arte de Thierry é posta com maestria no filme. Sem sombra de dúvida, seria surpreendentemente o melhor filme do ano (assim como Once em 2006) se não fosse pelo nova-iorquino Aronofsky…




1º – Cisne Negro
Darren Aronofsky, EUA

Intenso, Voraz e Enérgico são adjetivos de pouca força para definir a mais recente obra de Aronofsky. Natalie Portman, magnífica nessa obra, interpreta uma bailarina que disputa o papel principal para O Lago dos Cisnes. A rivalidade entre duas garotas faz com que Nina (Natalie Portman) abandone a personalidade meiga e retraída e assuma a forma de um ser obsessivo. Para interpretar o papel principal, Nina terá de possuir toda a perfeição e técnica do Cisne Branco e toda a liberdade e poesia astuta do Cisne Negro. Uma descoberta no papel de um personagem ícone do balé, uma descoberta da alma e dos demônios que habitam em si própria. Aronofsky aqui edifica uma obra que nada menos é do que o melhor thriller psicológico dos últimos anos. Todos os elementos marcantes de suas obras anteriores, tais como a psicose, a loucura, o desejo e a tragédia são encontradas encaixadas com perfeição em Cisne Negro (Black Swan). Uma obra de arte que conta com a trilha do mais clássico representante do balé e com um trio de atores: Natalie Portman, Mila Kunis e Vincent Cassel que brilham assombrosamente no palco. Fantástico, desconcertante e de tirar o fôlego. O melhor do ano, que veio não apenas para provar a genialidade de Aronofsky, mas para perturbar e encantar o público. Perfeito!







Pessoal, essa deve ter sido minha ultima postagem nesse ano de 2011. Fica aqui minha dica para todos que queiram aprender ou estudar inglês pela internet. Lembro que você pode aprender muito com esse blog, mas o sucesso no “domínio do idioma” depende de muito esforço de quem quer aprender. Então segue o link do meu blog PORTAL DA LÍNGUA INGLESA. (LINK). Feliz natal e ótimo ano novo e que nesse ano que vem, possamos desfrutar de um ano repleto de coisas boas e conquistas pessoais e coletivas. Valeu.




2 comentários:

Marcelle Cristina disse...

Gostei bastante das suas indicações. O único que vi daí foi Cisne Negro que, por sinal, é muito bom!

Feliz Natal! :)

http://albumdesonhos.blogspot.com/

Guru do Metal disse...

cara, até da pra fazer parceria, mas to sem banner

http://rocknrollpost.blogspot.com/